0800 707 5900 35 3729 9929 comercial@soitic.com

Para quais especialidades a Telemedicina é válida

28/12/2020
Para quais especialidades a Telemedicina é válida

Descubra quais especialidades médicas podem realizar a prática da telemedicina.


A prática da medicina à distância - Telemedicina - está cada vez mais presente no ambiente da saúde, seja em clínicas, consultórios ou hospitais. 

A Telemedicina facilita a conexão entre médico e paciente, contribui para a troca de informações entre médicos e agiliza os diagnósticos e tratamentos. 

Um ponto que ajudou na popularização da prática foi sua regulamentação pelo Ministério da Saúde Portaria nº 467, no dia 23 de março de 2020. O processo de sua regularização foi acelerado pelas necessidades impostas pelo estado de calamidade pública causada pela COVID -19. Em 25 de março de 2020, a PL 690/20 foi aprovada pela Câmara dos Deputados.

Confira quais são as especialidades para as quais a prática da Telemedicina é liberada.


Afinal, quais especialidades podem praticar a telemedicina?
Dentro da saúde, todas as especialidades médicas estão liberadas a realizar o atendimento por telemedicina, desde que cumpram com os requisitos de segurança.

Em relação às modalidades autorizadas para realizar a prática de atendimento a distância, encontram-se:

  • Atendimento pré-clínico;

  • Suporte assistencial;

  • Consulta;

  • Monitoramento;

  • Diagnóstico.

 
Dúvidas como essa sobre a Telemedicina são muito comuns na gestão clínica. Aqui você pode ler um pouco mais sobre as questões mais recorrentes sobre o assunto.


Quais são os principais requisitos de segurança para Telemedicina?

Dentro da PL 690/20,encontram-se requisitos básicos que devem ser implementados para manter a segurança dos dados dos pacientes durante o atendimento a distância.

Entre estes requisitos está a necessidade da assinatura eletrônica do médico em todas as receitas e atestados por meio de certificados e chaves. Por sua vez, os atestados médicos devem conter:

  • Identificação do médico, com seu nome e número de CRM;

  • Dados do paciente;

  • Registro de data e hora do atendimento;

  • Duração do atestado.


Soma-se a isso a exigência de que as prescrições da receita médica devem obedecer às regras vigentes dos órgãos de regulamentação como por exemplo o CFM (Conselho Federal de Medicina) . Além de tais regras, vale lembrar que a segurança de dados dos pacientes é um ponto extremamente importante na gestão clínica.


O MEDSYSTEM WEB é um software especializado em gestão clínica, que está preparado para atender às necessidades da prática da Telemedicina e garantir a segurança de dados dos pacientes. 


Gerencie sua clínica médica de forma precisa e inteligente.


MEDSYSTEM WEB

Fale com nossos consultores

0800 707 5900 (Comercial)
(35) 3729-9929 (Whats/Telefone)

Acompanhe nossas redes

@medsystemweb
 medsystemweb.com.br


Compartilhe essa postagem

FACEBOOK COMMENTS WILL BE SHOWN ONLY WHEN YOUR SITE IS ONLINE