Sistema de Soluções para Gestão de Clínicas Médicas
por Especialidades e Sub Especialidades.


Categoria: Geriatria
Em 25/09/2015 Medsystem Publicou:
Software ou Sistema para geriatras
Consumo de castanha pode melhorar função cognitiva em idosos
 
 
 
 
Com a expectativa de vida da população mundial crescendo (a média dos brasileiros subiu de 52 para 73 anos de idade), tornou-se importante pesquisar novas soluções de prevenção de doenças em idosos. Para um mundo que em 2050 terá mais idosos do que crianças,  Foram investigados os efeitos da ingestão diária da castanha-do-brasil, que é rica em selênio, em pacientes com comprometimento cognitivo leve.
 
Os resultados mostraram a eficácia da castanha-do-brasil na melhoria da fluência verbal e na construção dos pensamentos dos idosos participantes. Com Isso, abre-se as portas para um estudo mais aprofundado das ações e efeitos do mineral selênio em pessoas com o Mal de Alzheimer e na sua prevenção. 
 
O selênio é um importante antioxidante, além de exercer a manutenção de funções cerebrais. Na pesquisa, foi possível comprovar a eficácia do selênio encontrado na castanha-do-brasil em forma de selenometionina, forma com maior biodisponibilidade e que  permite a absorção mais rápida pelo organismo.
 
Dos indivíduos selecionados para o teste, 99% apresentavam deficiência do mineral no organismo. Divididos em dois grupos (“controle” e “castanha”), os que consumiram diariamente a castanha-do-brasil deixaram de apresentar a deficiência do selênio. Os estudos continuam progredindo, para que em breve todas as pessoas possam ter melhor qualidade de vida na terceria idade.
 
 
Fonte: Univadis
 

Voltar

   Empresas       Contato       Comercial       Catálago